Pacientes com HPTEC inoperável

Em um registro de 2011 de 679 pacientes com HPTEC, 247, ou 37%, foram considerados inoperáveis (consulte a tabela).1

De acordo com as recomendações das diretrizes da ESC/ERS:

  • Todos os pacientes diagnosticados com HPTEC devem receber tratamento anticoagulante por toda a vida.2
  • A comparação do comprometimento da doença por radiografia com a hemodinâmica é essencial para determinar o potencial cirúrgico e o risco da cirurgia antes da realização da TEAP.2
  • A avaliação geral do potencial cirúrgico deve considerar os fatores do paciente, incluindo comorbidades.2

Pacientes com HPTEC inoperável
†5 pacientes não apresentavam dados.
Registro de 2011 de prontuários de pacientes com HPTEC

A avaliação do potencial cirúrgico permanece sendo um processo subjetivo, de modo que, em casos inicialmente considerados inoperáveis, recomenda-se a reavaliação do potencial cirúrgico por um segundo centro especializado em HPTEC.3

Tratamento clínico direcionado

O riociguate é indicado para o tratamento de pacientes adultos com HPTEC inoperável de classes funcionais II e III segundo a OMS e HPTEC persistente ou recorrente após tratamento cirúrgico para melhoria da capacidade de realização de exercícios. O riociguate é recomendado pelas diretrizes da ESC/ERS em pacientes sintomáticos que foram classificados com HPTEC persistente/recorrente após tratamento cirúrgico ou HPTEC inoperável, por uma equipe especializada em HPTEC que inclui ao menos um cirurgião com experiência em TEAP (recomendação da IB).6

O uso fora de prescrição de medicamentos aprovados para HAP pode ser considerado em pacientes sintomáticos que foram classificados com HPTEC inoperável por uma equipe especializada em HPTEC que inclui ao menos um cirurgião com experiência em TEAP. 7

Outras opções de tratamento

Atualmente se pesquisa o uso da angioplastia pulmonar por balão (APB, também conhecida como angioplastia pulmonar percutânea) como alternativa terapêutica para pacientes com HPTEC inoperável específicos. A APB não é amplamente usada e deve ser conduzida somente em centros especializados em HPTEC e com alta demanda.3 Os avanços em APB continuam, em uma tentativa de transformar essa técnica em uma alternativa terapêutica para pacientes inoperáveis selecionados.5

O transplante pulmonar bilateral é uma opção para os casos sintomáticos de HPTEC graves e persistentes que não são adequados para TEAP.4

Saiba mais sobre pacientes com HPTEC inoperável.

Você também pode estar interessado em:

  • Pepke-Zaba J, et al. Circulation. 2011;124:1973-1981.
  • Gaile N, et al. Guidelines for the diagnosis and treatment of pulmonary hypertension. Eur Heart J. 2009;20:2493-2537.
  • Kim NH, et al. J Am Coll Cardiol. 2013;62(suppl D):D92-D99.
  • Galiè N, et al. Eur Heart J. 2015:doi:10.1093/eurheart/ehv317.
  • Konstantinides SV, et al. Eur Heart J. 2014;35:3033–73.
  • EPAR summary
  • Ghofrani HA et al. N Engl J Med 2013;369:319-29.

Próxima:APÓS CIRURGIA PARA HPTEC