A hipertensão pulmonar tromboembólica crônica, ou HPTEC, é uma forma de hipertensão pulmonar (HP) rara e de risco à vida.1 Os sintomas mais comumente relatados da HPTEC incluem intolerância a exercícios, fadiga e dispneia. Os pacientes podem, subsequentemente, relatar desconforto torácico, síncope, hemoptise, tonturas ou edema periférico de membro inferior.2

Os sintomas apresentados por pacientes com HPTEC são semelhantes aos de outras doenças mais comuns, como asma e doença pulmonar obstrutiva crônica, e de outros tipos de HP. Em parte por causa desses sintomas inespecíficos, a HPTEC é subdiagnosticada e, com frequência, incorretamente diagnosticada como outras doenças.2,3

No entanto, a HPTEC, dentre os cinco grupos de hipertensão pulmonar (HP), é a única potencialmente curável apenas com cirurgia de tromboendarterectomia pulmonar (TEAP), que é o tratamento escolhido para pacientes que são candidatos à cirurgia.2 Para pacientes que não são qualificados para cirurgia ou que apresentam HPTEC persistente/recorrente após cirurgia de TEAP, existe uma terapia médica aprovada.

É essencial que os pacientes com suspeita de apresentarem HPTEC (ou qualquer forma de HP) sejam encaminhados a um centro especializado. O diagnóstico deve ser feito com urgência, visto que a doença pode progredir rapidamente.4

  • Galiè N et al. Eur Heart J 2015:doi:10.1093/eurheart/ehv317.
  • Piazza G and Goldhaber SZ. N Engl J Med. 2011;364:351-360.
  • Tapson V et al. Proc Am Thorac Soc. 2006;3:564-7.
  • Pengo V et al. N Engl J Med 2004;350:2257–264.